27 abril 2015

Música | Marit Larsen

Minha mãe estava assistindo à novela das seis quando fui perguntar alguma coisa e ouvi Marit Larsen pela primeira vez. Acho que era Araguaia e a música era tema da Bruna Marquezine com um garotinho que eu achava novo demais para contracenar com ela.

Eu fiquei encantada, esqueci o que tinha ido falar com minha mãe e tentei pescar alguma frase ou palavra chave para pesquisar depois. Com os trechos que consegui identificar, encontrei a letra na internet e a música era "This is me, this is you":



Descobri que a faixa estava no CD The Chase e procurei um link para baixá-lo. Quando ouvi, gostei tanto que senti como se ela tivesse entrado no meu coração sem avisar e roubado meus sentimentos para usar de inspiração para compor aquelas músicas.

Eu tenho essa coisa que chamo de "amizades platônicas", artistas que me entendem tanto (suponho) que considero, platonicamente, meus amigos. Marit Larsen é definitivamente uma BFF.


Ela é norueguesa (você vai ver muitas compositoras norueguesas aqui no blog), o que me mata de raiva toda vez que ela lança um single. Obviamente todas as notícias que saem são em norueguês e ela passa um bom tempo fazendo divulgação no próprio país antes de sair em turnê, por isso, por um bom tempo, é isso que vejo quando vou no Twitter dela:

Não me responsabilizo pelas coisas escritas no print porque não falo norueguês.
Mas depois de um tempinho ela começa a postar em inglês e eu fico feliz de novo. É o que está acontecendo agora que ela está divulgando o disco novo, Before The Morning Comes, em turnê pela Europa.

No final da década de 90, ela e a amiga de infância, Marion Raven, formavam a dulpa M2M. Com o fim da dupla, em 2002, Marion Raven seguiu carreira solo e Marit voltou a sua terra natal, vivendo discretamente até 2005, quando anunciou estar trabalhando em seu primeiro álbum.

Under The Surface, lançado em 2006, foi disco de ouro na Noruega depois de vender mais de 20.000 cópias em menos de 3 semanas. Seu primeiro single, Don't Save Me, lançado em 9 de janeiro, ficou 5 semanas em 1º lugar na parada dos 20 singles mais vendidos na Notuega e em novembro do mesmo ano, Marit ganhou o prêmio de Melhor Artista Norueguesa pelo MTV Europe Music Awards.



The Chase (que eu falei lá encima) foi o segundo álbum de estúdio dela, lançado em 2008. Em 2011, ela lançou Spark, um disco que não me cativou tanto quanto os outros, embora tenha sido muito bem recebido pela crítica.

Em outubro do ano passado Marit apareceu com Before The Morning Comes, que não consegui achar para ouvir até algumas semanas atrás. Eu só vou dizer uma coisa a respeito desse disco: VOCÊ TEM QUE OUVÍ-LO! Essas músicas têm poder curativo! (ok, são duas coisas agora)

Por isso separei uma playlist do CD que alguma alma caridosa fez no Youtube. Já conferi e as músicas estão na mesma ordem do álbum:



Ouça e me diga o que achou. Só não vale falar mal de amiga minha, porque eu apelo!

Julieta

5 comentários:

  1. Nossa, adorei ela! E gostei bastante de como você escreveu sobre as músicas, Ju! Parabéns ♥︎

    Ah, acho que você tem um gostinho parecido com o meu. Quando tiver um tempinho, escuta essa playlist aqui ó: http://www.giselyfernandes.com.br/playlist-my-favorite-coffeehouse/ e me diz se eu estava certa? :)

    Beijinhos, parabéns pelo blog! ♥︎

    ResponderExcluir
  2. É a primeira vez que escuto musicas dessa cantora. E são muito lindas.
    http://www.eaitolinda.com/
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Adorei sua descrição, perfeita! E sobre a cantora, adorei, é muito meu estilo, parabéns e bjssss....
    http://www.dicasdevaidade.com

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia a cantora mas ouvi as duas músicas delas, gostei bastante das duas mas a segunda faz mais meu estilo *oo*
    Que amor de blog, parabéns, seguindo :))

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir
  5. Ela canta muito, e dei uma pesquisada na tradução, gostei o/

    ResponderExcluir

 

looks

clique aqui para ver mais looks